Public Enemy firme na luta!

Public Enemy - Man Plans God Laughs

Public Enemy – Man Plans God Laughs

O fluxo criativo do Public Enemy é incessante, por isso se preparem, faltam três dias para o lançamento do novo álbum do grupo: Man Plans God Laughs.

Dia 15 de julho marca o lançamento de Man Plans God Laughs, novo álbum do mais importante grupo de rap de todos os tempos, o Public Enemy. Sempre na função, Chuck D e seus companheiros mantêm acesa a chama do rap engajado politicamente com as questões sociais e econômicas que ainda corroem milhões de pessoas mundo afora.

Nas últimas décadas o rap se transformou, expandiu e passou a explorar outras temáticas, viajar por novas sendas. Importante ocorrer tais mudanças, mas também é necessário manter viva a chama da luta contra a opressão através do rap.  Pois foi dessa luta que surgiu toda a cultura hip-hop. 

Essa preocupação ainda se faz presente nas rimas do P.E. embora novidades façam parte do novo trabalho. Em entrevista concedida ao site Maxim, Chuck D alerta que os protestos e as lutas mudam as leis, porém a luta deve continuar até que haja mudanças de fato. Para isso ocorrer a luta deve continuar até a efetivação da mudança. Isso o grupo continua fazendo através de sua música. Contudo, Chuck anuncia novas influências como Run the Jewels e Kendrick Lamar.

Vejam só, as coisas estão mesmo diferentes. A geração atual influenciando a geração antiga! Essa declaração nos faz ter muito o que considerar e esperar de Man Plans God Laughs. Já para o site Hip Hop Gods, Chuck D revelou algumas novidades do novo álbum. Segundo o líder do P.E. a música mais longa tem dois minutos e seis segundos, uma tentativa de fazer o rap numa abordagem a la Ramones. Ou, quem sabe, além das influências acima citadas exista uma influência do Cores e Valores dos Racionais?

Olha, pra quem criticou duramente o álbum dos rappers brasileiros devido a curta duração das músicas, Chuck ainda manda mais essa: “o segredo desse álbum é que menos é mais”. Pra deixar vocês ainda mais perplexos e aflitos, o site afirma que segundo Chuck D a intenção foi compor um álbum que não tivesse mais que 15, isso mesmo, 15 minutos de duração! Tendo por base o chilique causado pela duração de 35 minutos do álbum Cores e Valores dos Racionais, que causou revolta nas redes sociais por ter sido considerada curta para um álbum de rap, provavelmente os fãs do Public Enemy irão queimar discos do grupo em praça pública. 

Então e isso aí minha gente, agora resta tentar controlar a ânsia de ouvir Man Plans God Laughs. Sabendo que é um álbum cuja influência são Kendrick Lamar e Run the Jewels, que o álbum é composto por músicas de curta e curtíssima duração, que terá aproximadamente 15 minutos de duração e ainda mantém a pegada engajada do grupo, cada segundo de espera se torna difícil de suportar. Nessa atmosfera poucos dias parecem muitos. 

Sobre o Autor

Carlim

Jornalista musical instantâneo, saxofonista entre quatro paredes, híbrido de mineiro e baiano, ex-ateu, devoto ardoroso de São Victor do Horto e fanático religioso da Igreja Universal do Reino do Galo,

Notícias relacionadas

Comentar