A Invasão, 20 anos da chegada dos Zumbis do Espaço

850xN Hoje é sexta-feira 13, pra comemorar vamos ouvir e falar sobre A Invasão, primeiro álbum dos Zumbis do Espaço, que comemora 20 anos em 2017! 

Representantes máximos do Horror Punk no Brasil, os Zumbis do Espaço fizeram sua aparição em 1997 quando lançaram o álbum A Invasão. O surgimento dessa vertente do punk é atribuído à Misfits, que em 1977 aparecia em seus shows com visual inspirado em filmes de terror B e letras com temáticas que misturam terror extremo e sci-fi. 

A Invasão é um álbum cujas sonoridade está focada nas levadas country, rockabilly que contrastam com as histórias pesadas retratadas nas letras das músicas. A adoção de andamentos mais rápidos pra dar o efeito do punk estabelece uma dinâmica dançante, bom para agitar festas e tonar as noites bem movimentadas. O choque em ouvir pela primeira vez a banda, em especial o “Invasão”, está justamente no fato de você estar ouvindo uma música que soa leve mas trata de temas extremamente pesados como necrofilia, assassinatos, carnificinas, dentre muitas outras perversões. Certamente a sonoridade dos subgêneros de metal extremo não causaria o mesmo impacto, pois a natureza desses temas parecem ter alguma organicidade com o modo com estes soam. 

Embora mais recentes na música, estes temas há muito são recorrentes no cinema. Aqui no Brasil o bom e velho José Mojica Marins, nosso querido Zé do Caixão, já plantava o terror nas telas do cinema desde os anos 60. E veio do cinema a influência das bandas que adotaram o Horror Punk como estilo musical. Filmes de terror B e Sci-Fi dos anos 40 e 50 são referências, bastando que o leitor analise a capa do álbum. Claro, não podemos deixar de acrescentar a influência da literatura pulp, hq´s de terror que nos anos 20 e 30 traziam um universo de violência e sexo a leitores interessados em experimentar sensações mais intensas que aquelas encontradas nos veículos de entretenimento considerados de bom gosto.

Algumas faixas desse álbum são hits a seu modo como a faixa Nos Braços da Vampira. Música cadenciada, quase uma baladinha, em que a letra retrata a atração da vítima pelos encantos da vampira. Essa é minha música preferida do álbum, talvez da banda, devido ao lirismo presente na letra que aborda de forma bastante cativante a relação entre presa e predador através dos encantos da sedução.

Contudo a tônica das letras é a crueza dos relatos que se aproximam bastante da estética gore muito comum no cinema e nos mangás. Assim explora-se bastante imagens com muito sangue e descrições minuciosas de esquartejamentos, necrofilia, assassinatos e outras tantas formas de ultra violência. A crueza das descrições e o acréscimo de temas sci-fi cham a dar certo tom de humor às músicas. O grotesco atinge um grau tão grande que leva as descrições ao absurdo, o que dá os contornos de comédia às faixas. 

Hoje é sexta feira 13 e você que vai fazer uma festinha da pesada pra varar a noite, deixo aqui a sugestão dessa obra da pesada, dançante, cheia de energia que irá garantir o sucesso de sua empreitada festiva. 

Ficha Técnica:

SeloThirteen Records ‎– THI 001/LP
Formato: Vinyl, LP, Limited Edition, Numbered, Green 
Lançamento: março de 1997 
Genre: Rock
Style: Horror Punk

Sobre o Autor

Carlim

Jornalista musical instantâneo, saxofonista entre quatro paredes, híbrido de mineiro e baiano, ex-ateu, devoto ardoroso de São Victor do Horto e fanático religioso da Igreja Universal do Reino do Galo,

Notícias relacionadas

Comentar